Bolachas de Gengibre e Bolachas Alemãs

































E porque é que em vez de comprar um sortido de bolachas para oferecer não fazemos nós o nosso próprio sortido?! E se for um sortido saudável, dentro de uma lata toda bonita, melhor ainda! A minha escolha recaiu sobre as bolachas de gengibre americanas (Made by Choices) e umas bolachas tipicamente alemãs chamadas Lebkuchen (Nem acredito que é saudável). Esta versão não é igual pois são mais saudáveis e não leva a folha de obreia como as originais. Inicialmente achei que não seriam assim nada de especial. Mas depois de provar mudei completamente de opinião, pois são verdadeiramente deliciosas! Docinhas e frescas ao mesmo tempo! Quanto às de gengibre, também são boas, poucos doces e ligeiramente "picantes" devido ao gengibre! Acho que já vos contei que não sou fã do gengibre em pó que se compra em Portugal, gosto muito mais do americano. O português é amarelado e tem aquele toque "picante", o americano é mais acastanhado, mais suave e muito aromático. Por isso tenho a certeza que se estas bolachas forem feitas com gengibre em pó americano ficarão muito melhores! Mesmo assim ficaram ótimas e quem provou nem refilou pelo facto de serem pouco doces! E para acompanhar as bolachinhas fiz um delicioso chocolate quente, receita que publiquei ontem aqui, vejam!


Bolachas de Gengibre:

1 chávena de farinha de aveia;
1 chávena de farinha de trigo integral;
60gr de amêndoas com pele;
1 chávena de tâmaras sem caroço;
3 colheres de sopa de óleo de coco derretido;
1/2 chávena de leite;
1 colher de sopa rasa de canela em pó;
2 colheres de chá de gengibre em pó;
1 colher de chá de fermento em pó;

Num processador tritura-se as amêndoas até ficar amêndoa moída. Reserva-se. De seguida tritura-se as tâmaras no processador até ficar uma pasta. Junta-se às tâmaras os restantes ingredientes, primeiro os sólidos, depois os líquidos. Tritura-se bem, retira-se, amassa-se com as mãos para ficar bem homogéneo. Estende-se com o rolo da massa e corta-se com a forma que desejarmos. Coloca-se num tabuleiro sobre papel vegetal e vai ao forno 20 minutos. 

Nota: não é necessário comprar farinha de aveia, obtém-se facilmente a farinha de aveia em casa triturando muito bem os flocos de aveia no processador, foi assim que fiz. Não fica tão fina mas não tem problema. Se quiserem umas bolacinhas mais doces juntem 1 colher de sopa de mel.

Em que é que esta receita é mais saudável?
Não leva açúcar nem farinha de trigo refinados e não leva manteiga.

Rende 28 unidades




Bolachas Alemãs:

Bolachas:
150gr de avelãs com pele moídas;
150gr de amêndoas com pele bem moídas;
2 colheres de chá de canela em pó;
1 colher de chá rasa de noz-moscada em pó;
1/4 de colher de chá de fermento em pó;
60gr de açúcar demerara;
uma pitada de sal fino;
2 ovos;
sumo de 1 tangerina;
raspa de 1 tangerina;
raspa de limão q.b.;
50gr de alperces secos picados;
50gr de tâmaras picadas;

Cobertura:
8 quadradinhos de chocolate negro;
1 colher de sopa de leite ou óleo de coco;

Mistura-se as avelãs, as amêndoas, as especiarias e o fermento. Numa taça à parte bate-se os ovos com o açúcar e o sal até ficar um creme fofo. Junta-se a raspa e o sumo da tangerina e a raspa de limão e bate-se um pouco mais. Junta-se então os alperces e as tâmaras. Por fim junta-se os restantes ingredientes e mistura-se bem. Leva-se este preparado ao frio durante 1 hora. Com uma colher de sopa coloca-se porções de massa num tabuleiro sobre papel vegetal e ajeita-se para ficarem como bolachinhas. Vai ao forno 20 minutos. Retira-se, derrete-se o chocolate no microondas com o leite (ou óleo de coco) durante 30 segundos, mexe-se bem para derreter e cobre-se as bolachinhas. Convém fazer este processo rapidamente pois o chocolate solidifica depressa. Decora-se a gosto.  

Nota: podem substituir as tâmaras por ameixas secas. Tal como vos tinha falado aqui, os azevinhos decorativos vieram da Doces Sentidos, e alguns dos frutos secos utilizados nesta receita vieram da Garrafeira Dom Pedro.

Em que é que esta receita é mais saudável?
Não leva farinha, não leva manteiga e também não leva açúcar refinado.

Rende 20 bolachinhas



E da rubrica "Na mesa de Natal não pode faltar..." terminamos a semana n' O diário da Inês! E o que é que ela nos traz?! O belo do arroz-doce! Vejam, vejam!


Chocolate Quente










Há lá coisa melhor que uma caneca de chocolate quente num dia bem frio, recostados no sofá a ver um bom filme! É um ótimo serão! Esqueci-me foi daquele pequeno pormenor de ser tão calórico... Mas agora é que eu disse bem, pequeno pormenor! É possível ter um chocolate quente bem guloso e muito mais saudável! Este é tão bom que até se fica com peso na consciência mesmo sem para isso ter motivos! E não se preocupem que não fica com sabor a aveia, fica mesmo com sabor a chocolate quente!


Chocolate Quente:

300ml de leite;
2 colheres de sopa de cacau;
3 colheres de sopa rasas de farinha de aveia fina;
1 colher de sopa de mel;

Num tachinho coloca-se o leite, o cacau e a farinha de aveia. Vai a lume brando mexendo de vez em quando até espessar ligeiramente. Quando estiver no ponto, retira-se do lume, junta-se o mel e mexe-se bem para que fique dissolvido e serve-se de imediato.

Nota: não gosto do chocolate quente demasiado espesso ao ponto de ser necessário usar colher para conseguir comer, gosto que fique cremoso mas líquido o suficiente para poder sorver! Mas também à medida que vai arrefecendo vai espessando mais. Por isso quem gosta dele mesmo espesso basta juntar colheres bem cheias de farinha de aveia em vez de colheres rasas. Para obter a farinha de aveia fina basta triturar bem os flocos de aveia no processador e depois peneirar.


Em que é que esta receita é mais saudável?
Não leva açúcar, não leva chocolate, e leva uma farinha bem saudável, nutritiva e saciante.


Rende 1 dose

Lombo de Porco com Natas, Ananás e Arroz Árabe














Pois, e porque não um lombo de porco assado com natas e ananás?! É um prato bastante apreciado e tem feito parte de inúmeras ocasiões especiais. É também muito fácil de fazer e fica com uma boa apresentação! O arroz optei por transformá-lo numa espécie de arroz árabe pois contrasta bem com a cor esbranquiçada do lombo. Neste arroz usa-se pinhões mas eu não tinha, por isso usei amêndoa palitada, mas se puderem usem pinhões. Acho que fica um prato bastante apetitoso que vai agradar a quem está de dieta e a quem não está!


Lombo de Porco com Natas, Ananás e Arroz Árabe:

Lombo:
Meio lombo de porco (cerca de 12 fatias);
1 ananás (ou abacaxi);
1 caixa de natas de soja;
meia cebola pequena;
2 dentes de alho;
1 folha de louro;
3 bagas de pimenta da jamaica;
piri-piri em flocos q.b.;
uma pitada de flor de sal;
meio copo de vinho branco;

Arroz:
1 medida de arroz basmati;
5 medidas de águas;
1 colher de café de açafrão;
sal q.b. ou flor de sal;
sultanas escuras/douradas q.b.;
pinhões q.b.;

Num tabuleiro coloca-se a cebola partida ao meio e os dentes de alho esmagados. Junta-se o louro e as bagas de pimenta da jamaica. Dispõe-se então o lombo cortado em fatias médias. Tempera-se com o sal e com o piri-piri em flocos. Rega-se com o vinho e vai ao forno a assar coberto com papel prata. Quando estiver praticamente pronto junta-se o ananás descascado e partido em rodelas (costumo remover o centro do ananás), e as natas de soja. Vai novamente ao forno mas destapado até apurar um pouco. Entretanto coloca-se um tacho ao lume com a água, tempera-se com um pouco de sal e deixa-se ferver. Assim que ferver junta-se o arroz e o açafrão e mexe-se. Vai-se mexendo de vez em quando até estar cozido (cerca de 10 a 15 minutos). Mexe-se de vez em quando e vai-se confirmando pois coze rápido e não queremos que passe do ponto pois pretende-se um arroz soltinho. Quando estiver pronto escorre-se a água. Demolha-se as sultanas num pouquinho de água fria durante alguns segundos. Escorre-se, junta-se ao arroz. Tosta-se uns pinhões na frigideira e junta-se também ao arroz. Serve-se de imediato com o lombo.

Nota: optei por uma cozedura crioula para o arroz mas podem optar por uma cozedura pilaf juntando uma medida de arroz para duas de água e deixar que a água seja absorvida. Preferi a cozedura crioula pois assim garanti que o arroz ficasse bem soltinho. O ananás é mais ácido por isso se preferirem podem usar abacaxi.


Em que é que este prato é mais saudável?
A forma de transformar este prato numa refeição mais saudável foi substituir as natas por natas de soja, o ananás enlatado por ananás natural e o arroz agulha por arroz basmati. Dizem os especialistas que o arroz basmati é quase tão bom como o integral, uma ótima notícia para quem está de dieta e não aprecia arroz integral.


Rende 6 doses



E a rubrica "Na mesa de Natal não pode faltar..." continua! Hoje no blog da Anabela "Uma pitada de noz moscada", com umas broas doces de batata doce!