Triffle Simples




















Ora aqui está uma sobremesa que se faz em dois tempos. Pessoalmente gosto muito de triffles, não só pela facilidade de execução, mas também pelo facto de gostar muito de sobremesas em camadas, acho que ficam sempre muito bonitas. Tinha sobras do maravilhoso bolo de courgete que vos mostrei aqui (a receita deste triffle veio do mesmo sítio). Havia também no frigorífico um pacote de natas de soja para bater, produto que eu ainda não tinha experimentado e sobre o qual tinha muita curiosidade. Embora se possa pensar que as natas de soja são saudáveis, creio que não é bem assim. É verdade que têm menos calorias que as natas normais, contudo as natas de soja, apesar de serem 100% vegetais, não são completamente naturais. Ao contrário das natas que são feitas única e exclusivamente a partir do leite de vaca, as natas de soja levam gordura vegetal hidrogenada, maltodextrina, açúcar, emulsionantes, ou seja, tudo nomes famosos mas que de saudáveis têm pouco! É verdade que para quem quer perder peso importa cortar nas calorias mas acho que mais importante do que isso é optar por produtos naturais. Eu não sou especialista, e talvez haja quem discorde do que estou a dizer, mas entre um produto baixo em calorias e "artificial" e um produto rico em calorias mas natural, acho que é preferível este último. No entanto, como em tudo, uma vez não são vezes! Quanto ao sabor destas natas, é muito agradável e montam com muita facilidade. As fotos foram tiradas há já bastante tempo, em Março, num dia em que mais parecia verão. O único por sinal, porque ultimamente a primavera não quer nada connosco!


Triffle Simples:

Sobras de bolo de courgete e chocolate (receita aqui);
1 caixa de creme de soja para bater (natas de soja);
Frutos vermelhos q.b.;

Corta-se o bolo em pedaços (ou desfaz-se grosseiramente) e coloca-se no fundo de uma taça. Bate-se as natas de soja e coloca-se por cima do bolo. Decora-se com os frutos vermelhos. Serve-se de imediato ou leva-se ao frio alguns minutos.

Nota: se eu tivesse frutos vermelhos frescos teria usado, como não tinha optei pelos congelados, mas podem usar outras frutas da vossa preferência. Em vez de natas de soja podem usar creme de coco.

Batido Proteico Anti-Oxidante






Ora mais um batido proteico, desta vez com a adição de um super alimento. Falo do Açaí que é um forte anti-oxidante. tem altos níveis de vitamina A e C, tem gorduras saudáveis como ómega-3 e ómega-6, tem muitas fibras, portanto vale a pena incluir este tipo de super alimentos na nossa dieta (mas sempre com moderação). Podemos usar outros como a maca, spirulina, clorela, matcha, etc, mas com bom senso pois tudo o que é em demasia também não é benéfico. Já vos mostrei dois batidos proteicos aqui e aqui. Não vos vou mostrar mais destes batidos, até porque acho que já perceberam o conceito!


Batido Proteico Anti-Oxidante:

uma mão cheia de frutos vermelhos congelados (ou frescos);
um pouco de iogurte grego natural;
125ml de soro de iogurte;
1 colher de café de açaí;

Coloca-se tudo no liquidificador, tritura-se bem e bebe-se de imediato.

Couscous de Legumes


Esta receita não é novidade aqui no blog, porém hoje decidi trazê-la em separado! É muito fácil, prática e rápida de fazer! E é também uma excelente forma de ingerir legumes!


Couscous de Legumes:

400gr de legumes;
sal q.b;
250gr de couscous;

Num tacho cozem-se os legumes em água com um pouco de sal. Assim que estiverem cozidos retiram-se da água. Aproveita-se a água da cozedura dos legumes para fazer os couscous. Numa taça coloca-se os couscous e rega-se com a água bem quente dos legumes até ficar um dedo de água acima dos couscous e mistura-se (não se esqueçam que os couscous aumentam por isso a taça tem de ser funda o suficiente). Tapa-se e deixa-se que cozinhem durante alguns minutos. Depois é só misturar os legumes nos couscous e está pronto a servir.

Nota: usei uma mistura pronta e congelada de legumes que trazia feijão-verde, cenoura, ervilhas, pimento e milho doce. Podem usar os legumes da vossa preferência e se não quiserem cozer, podem saltear que também fica muito bom! Podem até usar sobras que legumes de outras refeições.

Rende 7 doses

Strogonoff de Frango







Digam lá se este strogonoff não tem bom aspeto?! Tem, não tem?! Pois foi feito com as "natas" de caju que vos mostrei aqui! Ficou tão cremoso e tão delicioso que parecia ter sido feito com natas normais! Quem provou ficou incrédulo! A pequenada ainda afirmou ter sido a melhor refeição dos últimos tempos! Das duas uma, ou eu cozinho muito mal ou este strogonoff estava realmente muito bom! O caju é uma excelente fonte de proteínas, vitaminas, minerais essenciais e gorduras boas! Este prato só ficou a ganhar com esta pequena (grande) substituição! 


Strogonoff de Frango:

4 peitos de frango sem osso;
meia cebola;
1 dente de alho;
3 tomates sem pele e sem sementes;
um pouco de vinho do porto;
um fio de azeite;
flor de sal q.b. (ou sal);
piri-piri em flocos q.b.;
1 lata de cogumelos laminados (105gr); 
"natas" de caju (receita aqui);
uma pitada de noz-moscada moída;

Corta-se os peitos de frango em tiras e reserva-se. Num tacho coloca-se a cebola, o alho e o tomate picados e rega-se com um fio de azeite. Deixa-se alourar,  junta-se um pouco de vinho do porto e tritura-se com a varinha mágica. Junta-se então as tirinhas de frango e deixa-se cozinhar em lume brando/médio. O frango vai libertar algum líquido por isso à partida não será necessário juntar nenhum outro líquido mas se estiver a ficar seco junta-se um pouco de água. Tempera-se com a flor de sal. Quando o frango estiver tenro junta-se os cogumelos e o piri-piri. Por fim junta-se as "natas" de caju e uma pitada de noz-moscada moída na hora. Deixa-se apurar um pouco e serve-se de imediato. Acompanhei com couscous de legumes (receita aqui).

Nota: podem usar cogumelos frescos se preferirem.

Rende 4 doses

Natas Fingidas








Mas desde quando é que as natas são permitidas na dieta?! Bom, depende das natas! A verdade é que se há dois anos atrás me dissessem que eu ia experimentar certo tipo de coisas eu ia dizer que estavam completamente loucos! Mas depois de começar a fazer a minha dieta senti necessidade de encontrar alternativas a certos produtos. Até há bem pouco tempo as natas normais tinham passado a ser substituídas pelas natas de soja. Tinha conseguido aí reduzir para metade a calorias mas continuava pouco satisfeita com a solução uma vez que as natas de soja não são completamente naturais, levam uma série de gorduras e outras coisas mais que não me agradam. Um dia estava eu a passar à frente da televisão e vi uma receita do chef Hernâni onde ele fazia um strogonoff com umas natas alternativas. Fiquei atenta e registei a ideia. Depois veio a dificuldade em encontrar cajus, mas isso é outra história! E finalmente cá estão elas! Não sabem às verdadeiras natas, pois não! Mas são cremosas e cumprem bem o seu papel. Quanto à consistência, podem deixá-las mais espessas ou mais líquidas conforme o uso que lhes vão dar! Para fazer esta receita há duas opções: ou usam os cajus assim secos ou demolham de um dia para o outro para ficarem mais macios. Eu optei por demolhar. E o processador que usarem tem de ser potente senão em vez de natas vão obter uma pasta. Eu usei a Bimby e o resultado foi 5 estrelas. Vamos à receita?! Digo já que é muito complicada, não sei se conseguem!! 😂 😉


Natas de Caju:

150gr de caju cru sem pele;
250ml de água fria;

Numa taça coloca-se os cajus, cobre-se com água e reserva-se durante 8 horas (faço à noite). Na hora de preparar escorre-se a água, coloca-se os cajus no copo da bimby, junta-se 250ml de água fria e tritura-se em períodos de 20 segundos à velocidade 10, até estarem branquinhas e cremosas. Usa-se de imediato ou reserva-se no frigorífico num frasco fechado.

Nota: se preferirem umas natas mais líquidas juntem 300ml de água, se preferirem bem espessas juntem apenas 200ml de água.

Sobremesa de Morango e Iogurte







Poucas sobremesas têm aparecido por aqui ultimamente. Na verdade não tenho feito muitas. Quando habituamos o nosso organismo a comer poucos doces, acabamos por não sentir falta. Se o habituarmos a doce diariamente é óbvio que o nosso organismo vai querer sempre mais e mais porque o doce vicia (na verdade é o açúcar que vicia). Apesar de ser gulosa, tenho sentido mais vontade de comer pão/ massas lêvedas do que de comer doces! Contudo há dias que apetece mesmo um docinho! De preferência saudável! Adoro sobremesas que parecem calóricas e não o são! Lá está, trata-se daquele "enganar o cérebro" de que eu tanto falo! Esta acho que ficou bonita e quem provou não queria acreditar que levava apenas 2 ingredientes! 


Sobremesa de Morango e Iogurte:

2 gelatinas de morango (usei framboesa); 
2 iogurtes naturais açucarados; 

Prepara-se as gelatinas juntas conforme as instruções da embalagem. Quando estiver praticamente fria separa-se 750ml, junta-se os iogurtes a estes 750ml e mistura-se vigorosamente para ficar bem homogéneo. Verte-se nos copinhos até fazer uma camada. Vai ao frio (levei ao congelador para ser mais rápido) até estar praticamente solidificada. Depois junta-se uma camada de gelatina, vai novamente ao frito até solidificar. Por fim forma-se uma última camada com a gelatina de iogurte. Vai ao frito e quando servir decora-se com fruta fresca.

Salada Rápida de Atum


Uma salada que se faz em dois tempos e que sabe mesmo bem em dias quentes!  


Salada Rápida de Atum:

1 lata de atum ao natural (160gr); 
alface q.b.; 
1 ovo cozido; 
1 tomate; 
rodelas de cebola roxa; 
sementes linhaça q.b.;

Dispõe-se a gosto! Serve-se de imediato!

Rende 1 dose