Carne de Porco com Grão










Dias frios pedem comida quentinha e reconfortante! Tinha metade de um lombo de porco para usar mas não me apetecia fazer no forno! Queria cozinhá-lo de modo a que ficasse tenro e saboroso! Pensei logo numa carne guisada/estufada! Primeiro, quando estava a picá-lo, cheguei a arrepender-me pois sendo uma peça tão cara até dava pena usá-lo num guisado! Mas depois de estar pronto achei que tinha sido muito bem empregue! Os ingredientes que lhe juntei surgiram do momento, primeiro umas cenouras que dariam cor e sabor! Havia também um repolho pequeno a precisar de ser usado rapidamente. Juntei uns espinafres que, já a querer ficar murchos, deram um contraste colorido a este prato! Ainda assim faltava alguma substância, que é como quem diz hidratos, e por isso optei por juntar grão! No final resultou numa refeição bem saborosa, saudável e que todos comeram com satisfação!


Carne de Porco com Grão:

800gr de lombo de porco;
1 cebola;
2 dentes de alho;
um fio de azeite;
1 folha de louro;
1 baga de pimenta da jamaica;
2 tomates pelados e sem sementes;
1 colher de café rasa de colorau;
um pitada de mistura de 5 pimentas moídas;
sal q.b. (ou flor de sal);
meio copo de vinho branco;
5 copos de água;
1 cenoura bem grande;
1 repolho branco pequeno;
100gr de espinafres;
1 frasco de grão de bico;

Corta-se o lombo de porco em cubos. Num tacho coloca-se a cebola, o alho, o louro, a baga e o azeite. Assim que estiver bem quente coloca-se a carne e deixa-se cozinhar um pouco. De seguida tempera-se com o sal, o colorau e as 5 pimentas. Junta-se o tomate e mistura-se bem. Junta-se o vinho e deixa-se apurar um pouco. De seguida adiciona-se a água e deixa-se cozinhar. Quando a carne estiver quase cozida junta-se então a cenoura em rodelas e o repolho picado. Deixa-se cozinhar por 10 minutos. Adiciona-se as folhas de espinafres, mistura-se e desliga-se o lume deixando o tacho tapado para que os legumes acabem de cozer com o calor do tacho. Por fim junta-se o grão, envolve-se e serve-se.

Nota: de vez em quando verifica-se se necessita de mais água. Não pretendemos um guisado muito aguado mas quer-se um pouco de molho.

Rende 7 doses

Papas de Millet e Pera

















Depois da versão salgada de millet que vos mostrei aqui, decidi experimentar numa versão doce! Escolhi uma receita simples, umas papas para o pequeno-almoço. É frequente fazer papas de aveia (coisa que eu adoro), mas é bom ter outras alternativas. Foi com algum receio, confesso. Porque tinha "medo" de não gostar e não aceito ver comida acabar no lixo. No entanto estas papas surpreenderam-me pela positiva! Gostei muito, são bastante saciantes mas sem serem pesadas para o estômago e ficam muito saborosas! Também já experimentei com maçã e acho que ficam igualmente (ou ainda mais) deliciosas! E para adoçar usei o caramelo de tâmaras do post anterior. A receita rendeu essa taçona que vêem na foto. Supostamente isso seria uma dose mas eu achei demasiado. Comi metade com o resto da pera a acompanhar e fiquei saciada.


Papas de Millet e Pera:

1 chávena de café de millet;
4 chávenas de café de leite magro;
3 chávenas de café de água;
2 colheres de sobremesa bem cheias de caramelo de tâmaras (receita aqui);
1 pera madura;
raspa de meio limão;

Coloca-se o millet num coador e lava-se em água corrente. Coloca-se no tacho juntamente com o leite, a água, o caramelo de tâmaras, metade de pera em pedacinhos (não é necessário descascar) e a raspa de limão. Vai ao lume mexendo de vez em quando até o millet estar cozido e ganhar a consistência de papas. Coloca-se na taça, polvilha-se com uma pitada de canela e acompanha-se com a restante pera.

Nota: eu achei a quantidade de líquido que usei suficiente, mas se acharem que estão demasiado espessas podem juntar um pouco mais de água.

Rende 2 doses

"Caramelo" de Tâmaras












Chamo-lhe caramelo de tâmaras mas podem chamar-lhe compota instantânea de tâmaras! Eu já tinha experimentado uma versão aqui que, apesar de ter gostado bastante, não me tinha agradado a 100%. Entretanto experimentei esta versão que é mais simples e mais fácil de fazer e que fica maravilhosa! Se quiserem um caramelo cremoso e mais espesso tipo compota então a receita está no ponto, caso queiram um caramelo mais líquido podem juntar mais água até atingir a consistência desejada como faço quando quero regar panquecas. Este caramelo serve para imensas coisas, adoçar papas, bolos, panquecas, etc. Serve para barrar no pão ou para rechear um bolo, para usar em granola/barritas, etc. Dá para tudo! E se for a versão mais líquida serve para regar as panquecas ou as waffles! Mas não se esqueçam, apesar de saudável, este caramelo é muito calórico por isso tem de ser consumido com moderação. Na sexta-feira trago uma receita onde utilizei algum deste caramelo, não percam!


"Caramelo" de Tâmaras:

12 Tâmaras sem caroço;
2/3 chávena de água (150ml);

Colocar as tâmaras numa taça com água quente para que as tâmaras amoleçam. Com a varinha mágica tritura-se bem até ficar cremoso. Coloca-se num frasco esterilizado e guarda-se no frio.

Nota: usei tâmaras normais porque são as únicas que encontro cá, mas se quiserem podem usar tâmaras medjool. Tenham em atenção que este caramelo não dura muitos dias pois acaba por fermentar.

Rende 2 frasquinhos

Aveludado de Castanhas e Abóbora







Como eu gosto de castanhas! De qualquer maneira! E gosto de tudo o que é feito com elas! Na verdade ficam bem quer em doces quer em salgados! As malandras só têm um defeito, serem por vezes tão difíceis de descascar! Sou capaz de comer um montão delas, embora de há poucos anos para cá me tenham começado a provocar alguma azia e por isso não como tantas quanto gostaria. Recentemente a Clarinha publicou uma receita de sopa de castanhas. Fiquei logo com vontade de fazer. No entanto achei que seria castanhas a mais para o meu estômago, então resolvi reduzir a quantidade de castanhas e juntar alguma abóbora para aligeirar a coisa. Ficou tão boa e tão cremosa! Outra coisa não seria de esperar uma vez que as castanhas têm amido e transformam a sopa num creme bem aveludado. Tinha algumas castanhas cozidas picadas para guarnecer a sopa, mas com a pressa esqueci de juntar! Eu sei que o São Martinho já passou, mas acho que vem sempre a tempo!


Aveludado de Castanhas e Abóbora:

200gr de castanhas cruas sem pele;
250gr de abóbora;
1 courgete grande;
1 cebola pequena;
1 dente de alho;
sal q.b.;
água q.b. (cerca de 1,5l);

Coloca-se todos os ingredientes no copo da bimby e programa-se 28min./temp.100º/vel.1.Findo o tempo tritura-se. Pode-se juntar um fio de azeite.

Nota: quem não tem bimby, faz num tacho e tritura com a varinha mágica! Caso queiram usar castanhas cozidas, junta-se apenas nos minutos finais.

Rende 5 doses

Millet Picante com Tomate e Espinafres








Ao contrário do bulgur, o millet (milho painço) não foi amor à primeira vista! Visualmente é parecido com a quinoa. Quando abri a embalagem não me agradou o aroma e depois de o colocar no tacho ainda menos! No entanto não podemos julgar um "livro pela capa", por isso decidi esperar até provar! A ideia era fazer como quem faz um arroz. Tinha visto esta receita e achei que ficaria bem com as pernas de frango assadas que publiquei aqui. No entanto, a receita dizia para colocar o dobro da água, e a embalagem dizia para colocar o triplo da água. Como a receita era feita na panela de pressão (coisa que eu não uso), achei que isso poderia ter influenciar na quantidade de água e por isso decidi seguir as instruções da embalagem. Acho que fiz mal! Muitas pessoas queixam-se do millet ficar empapado; o meu não ficou totalmente empapado mas também não ficou propriamente solto! Ficou quase como um risotto! Neste caso um millotto! Mas ficou muito saboroso, disso não há dúvidas! Afinal o millet não é tão mau como eu julguei! O meu marido gostou! Eu não gosto de picante mas achei que assim tinha ficado muito bom! Sobrou um bocadinho, no dia seguinte aqueci e achei que estava ainda melhor!


Millet Picante com Tomate e Espinafres:

um fio de azeite;
um pedacinho de gengibre fresco;
1 mini piri-piri seco;
1 vagem de cardamomo (opcional);
1 folhinha de louro;
meia chávena de millet (80gr aprox.);
1 tomate picado (sem sementes);
algumas folhas de espinafres;
meia colher de café de açafrão em pó;
meia colher de cominhos em pó;
uma pitada de sal;
1 chávena e meia de água quente;

Num tacho coloca-se o azeite, o gengibre inteiro, o piri-piri, o cardamomo e o louro e deixa-se aquecer para libertarem sabor. Lava-se o millet (coloco num coador e passo por água corrente), escorre-se e junta-se ao refogado. Junta-se também os restantes ingredientes e a água. Deixa-se cozinhar até a água ser absorvida. Serve-se quente.

Nota: quem for sensível ao picante pode excluir o piri-piri.

Rende 3 doses

Pernas de Frango Simples










Quem não gosta de umas pernas de frango assadas? Eu gosto muito, ou não fossem as pernocas a parte do frango que eu mais gosto! Quando comecei a dieta, comecei a cozinhar muito mais vezes carne branca em detrimento da vermelha. No entanto, de vez em quando gosto de matar o desconsolo! Fiz umas pernas assadas no forno, simples, sem molhos. Tostadinhas por fora, suculentas por dentro! Acompanhei com uma receita nova que vos trago ainda esta semana!


Pernas de Frango Simples:

8 pernas de frango;
massa de malagueta q.b.;
alho em pó q.b.;
mistura de 5 pimentas moídas;
raspa de limão q.b.;

De véspera tempera-se as pernas de frango com massa de malagueta, um pouco de alho em pó, as pimentas e a raspa de limão. Massaja-se bem as pernas para que ganhem o sabor dos temperos. Reserva-se no frio. Na hora de cozinhar coloca-se num tabuleiro sob papel vegetal e vai ao forno pré-aquecido cerca de 45 minutos. Vira-se para que ganhem cor dum lado e doutro. Rega-se com sumo de limão e servem-se de imediato.

Nota: não temperei com sal pois a massa de malagueta e o alho em pó já têm sal.

Rende 4 doses