Queijo Fresco












Eu gosto muito de queijo fresco! Sempre que tenho oportunidade faço-o em casa. Fazer queijo fresco é facílimo e sai muito mais em conta do que comprar já feito. Além do mais sabemos com que leite é feito e podemos controlar a quantidade de sal. O leite tem de ser fresco, não pode ser leite pasteurizado senão não vai coalhar (solidificar), ou seja, tem de ser leite fresco do dia vindo diretamente das vaquinhas. Já há no mercado leite fresco do dia à venda, é uma questão de procurar, mas se tiverem a possibilidade de usar leite biológico melhor! Para os queijos que vêem nas fotos (1 grande e 2 pequenos) usei 5 litros de leite fresco. Eu sei que à primeira vista pode parecer muito leite, mas acreditem que não é pois vai libertar muito soro. Quanto à quantidade de coalho (produto que se usa para que o leite se transforme em queijo), depende do tipo de coalho que se utiliza (líquido ou em pó). Há quem utiliza imenso coalho, tipo 25 gotas por litro. Eu acho isso um exagero. O queijo fresco quer-se suave e não uma textura aborrachada. O queijo tem de ser fino, como dizemos cá nos Açores! Eu usei 20 gotas de coalho líquido para 5 litros de leite. O coalho já é facilmente encontrado nos supermercados, mas existe também em mercearias do comércio tradicional e até nalgumas farmácias. É um produto barato e que dá para imensas utilizações. Há quem ainda junta leite em pó ao queijo fresco mas acho isso completamente desnecessário. Quanto ao sal é a gosto, não convém ser demasiado, mas também não convém ser de menos pois o sal ajuda a conservar o queijo e faz também com que fique mais saboroso! Vamos à receita?!


Queijo Fresco:

5 litros de leite fresco do dia (leite biológico);
20 gotas de coalho líquido;
2 colheres de sopa de sal grosso;

Num tacho coloca-se o leite e aquece-se até 40º no máximo (podem aquecer o leite na bimby à temperatura exata). Eu não tenho termómetro por isso é a "dedómetro", isto é, coloco o dedo e quando sentir que deixou de estar morno e já está quente e conseguir manter o dedo por mais de 10 segundos então está no ponto. Junta-se o coalho e o sal e mistura-se bem. Deixa-se repousar entre 30 minutos a 1 hora, vai-se perceber logo quando já está coalhado pois vai parecer uma espécie de gelatina, é uma questão de ficar atento. Quando estiver coalhado dá-se uns cortes com uma faca ou mexe-se com uma concha e transfere-se para um passador de rede fina e coloca-se o passador por cima de uma taça (ou mesmo do tacho que se utilizou) cerca de 15 a 30 minutos para que o queijo liberte a maior parte do soro (eu costumo colocar um tecido fino tipo musseline dentro do passador). Depois é só colocar nos cinchos (aros próprios para fazer queijo) em cima de um tabuleiro e calcar bem. Enche-se bem os cinchos pois acaba sempre por abater um pouco e vai ao frigorífico. Algum tempo depois vira-se os cinchos ao contrário. Isto ajuda a que o queijo fique bem compacto de ambos os lados e ajuda também a libertar o soro. Passadas algumas horas desenforma-se e guarda-se no frigorífico!

Nota: quem não tiver cinchos pode usar um passador de rede para fazer o queijo ou qualquer tipo de aro (se for perfurado é o ideal para ajudar a libertar o soro).

Pão Rápido








Como vocês sabem eu adoro pão! Infelizmente não faço tantas vezes quanto gostaria pois eu não lhe sei resistir e não quero dar cabo da dieta! Mas às vezes apetece e não dá para controlar! Um dia acordei com uma imensa vontade de comer pão! Precisava dele para o pequeno almoço e não podia ficar ali horas à espera que levedasse! Então resolvi fazer uma receita do Jamie Oliver que é super fácil e super rápida! Na minha opinião não chega nem aos calcanhares de um pão normal, nota-se o gosto a bicarbonato, coisa que não me agrada. Mas para desenrascar está ótimo e misturado com queijo fresco ou fiambre nem se percebe! Não é o melhor pão do mundo, mas fica a sugestão!


Pão Rápido:

125gr de farinha de trigo integral;
50gr de farinha de centeio;
25gr de flocos de aveia;
1 colher de café de sal fino;
1 colher de café rasa de bicarbonato de sódio;
1 ovos bem pequeno;
1 iogurte natural;
25ml de leite;
sementes a gosto q.b.;

Numa taça mistura-se os ingredientes secos. Noutra os ingredientes líquidos. Por fim junta-se tudo e amassa-se (fica uma massa pegajosa). Coloca-se num tabuleiro ou forma untada e enfarinhada. Polvilha-se com as sementes e vai ao forno que já deve estar bem quente a 200º durante 40 minutos. Retira-se e deixa-se arrefecer sobre uma grelha.

Taça Rápida de Maracujá






Gosto de lanches com ar de sobremesa! Não sei, acho que assim uma pessoa come com mais satisfação! É saudável e ficamos felizes!


Taça Rápida de Maracujá:

2 colheres de sopa de granola (receita aqui);
125gr de iogurte grego (receita aqui);
2 maracujás;

É só dispor tudo numa taça, primeiro a granola, depois o iogurte, por fim o maracujá. Serve-se de imediato.

Nota: depois é só fazermos as variações que quisermos!

Salada de Atum com Grão, Tomate e Abacate






Como vocês sabem, passei o mês de Janeiro quase todo doente. Por incrível que pareça, a única coisa que me apetecia eram refeições leves e saudáveis! A disposição e as forças para cozinhar eram poucas (ou nenhumas) e por isso o ideal era que fossem refeições ultra rápidas. Mas saborosas! E lá saiu esta salada, que de tão boa que estava, repeti no dia seguinte! Uma refeição simples, muito nutritiva e colorida, para alegrar os meus dias cinzentos!


Salada de Atum com Grão, Tomate e Abacate:

1 lata de atum em azeite;
meio frasco de grão;
1 tomate;
1 abacate;
cebola roxa q.b.;

Pica-se a cebola e junta-se ao grão e ao atum (descarta-se o azeite). Retira-se as sementes do tomate e pica-se. Pica-se também o acabate. Junta-se estes últimos ao preparado de grão. Envolve-se e serve-se de imediato.

Nota: podem juntar salsa picada e também ovo cozido.

Rende 1 dose

Lombo de Porco Assado com Salva







Não sei se já perceberam mas gosto muito de usar salva nas minhas receitas! Para mim é das melhores aromáticas que existe! Salva e carne de porco casam na perfeição e é justamente isso que vos trago hoje!


Lombo de Porco Assado com Salva:

meio lombo de porco;
meia cebola;
2 dentes de alho;
um fiozinho de azeite;
1 copo de vinho branco;
1 copo de água;
sal q.b.;
piri-piri em flocos q.b.;
folhas de salva q.b. (cerca de 15);

Num tabuleiro coloca-se um fio de azeite e pica-se a cebola e o alho. Dispõe-se o lombo cortado em fatias, tempera-se com sal e piri-piri em flocos. Rega-se com o vinho e a água. Vai ao forno pré-aquecido a assar (cerca de 1 hora), virando o lombo a meio da cozedura. Serve-se acompanhado de arroz integral (receita aqui) e macedónia de legumes.

Nota: a carne de porco deve ser bem passada, no entanto não cozinhem demasiado o lombo para que não fique completamente seco e sem graça.

Rende 5 doses

Tarte Rústica de Maçã






Um dia destes o meu filho convidou os avós para virem almoçar cá a casa. Depois pediu-me para fazer tarte de maçã para sobremesa! Olha que esta! Primeiro arranja convidados em cima da hora sem consultar e depois ainda decide e exige o menu! Mas como eu não gosto nada de cozinhar, fazer-lhe a vontade foi um grande sacrifício!! Claro que não! Na verdade andava já com esta tarte na ideia, ainda por cima como era de rápida e fácil execução, o almoço inesperado acabou por ser a oportunidade perfeita! Recordam-se da massa das azevias que publiquei no Natal? Podem ver a receita aqui. Sobrou um pouco de massa que acabei por congelar. Como gostei tanto da massa achei que tinha potencial para outras receitas, e não me enganei! A base da tarte ficou fina, tenra e estaladiça ao mesmo tempo. O recheio não levou açúcar mas estava bem docinho! Todos gostaram! Bom, as fotos é que ficaram uma desgraça! Como os convidados estavam mesmo a chegar e eu ainda tinha de terminar o almoço (fiz a pota na frigideira que já publiquei aqui), fotografei a tarte mal saiu do forno e como tinha pouca luz ficaram escuras, mas acho que dá para ver! A última foto é da tarte antes de ir ao forno! E com esta receita vos desejo uma boa Páscoa! Volto na próxima segunda-feira!


Tarte Rústica de Maçã:

1 base de massa integral (receita aqui);
1 maçã:
canela em pó q.b.;

Como a massa estava congelada, retirei algumas horas antes para descongelar. Assim que descongelou estendi a massa em formato circular. Optei por deixar a massa bem fina mas podem deixar mais grossa se preferirem. Descasquei a maçã e cortei em fatias e coloquei numa tigela. Polvilhei com canela q.b. e envolvi para que a canela aderisse a todas as fatias de maçã. Dispus por cima da base, dobrei os rebordos da massa, coloquei num tabuleiro com papel vegetal e levei ao forno a 200º durante 15 minutos.

Nota: a receita da base rende imenso, dá seguramente para 3 tartes grandes (optei por fazer uma tarte pequena).

Batido Proteico de Banana, Laranja e Linhaça







Neste post aqui mostrei-vos um batido proteico simples. Hoje trago-vos outra sugestão, um pouco mais completa, e que pode ser feito com as frutas que mais gostarmos!


Batido Proteico de Banana, Laranja e Linhaça:

1 banana;
sumo de 1 laranja pequena;
um pouco de iogurte grego natural;
125ml de soro de iogurte;
1 colher de chá de linhaça moída;

É só colocar tudo no liquidificador, triturar bem e ingerir de imediato!

Nota: podem fazer o batido apenas com o soro e sem o iogurte, fica bom na mesma!